Arquivo mensais:novembro 2013

Semana da Consciência Negra

Nosso jovem tec discursa sobre a origem da dança afro.
As danças originaram-se na África, e eram consideradas parte essencial na vida dos africanos, pois homens, mulheres e crianças participavam das danças, os mesmos batiam palmas, formavam rodas uns em torno dos outros, mostravam suas habilidades sonoras corporais e dançavam descalços, mantendo a tradição de respeito a terra, que na visão dos africanos, pertencemos a terra, assim como nossos ancestrais.
Além disso, todos os acontecimentos da vida africana são festejados co danças, como o nascimento, a morte, o plantio ou colheita, e é também o momento a qual agradecem aos deuses por mais uma coheita farta.

A primeira dança surgida no Brasil foi o maxixe, dançado apenas em locais que não atendiam ao moral e aos bons costumes da época. Além do maxixe os negros incorporaram a nossa cultura o lérua, a capoeira, o samba, que é a principal forma de música de raízes africanas surgidas no Brasil, o baião-de-pares, o carimbó-de-roda, o frevo individual, o pagode de amarante de fileira, o samba-de-roda e o banguê ou bangulê, que significa padiola em que se conduziam cadáveres de escravos negros, e ainda de engenho de açúcar, é por isso que a dança também é conhecida como dança dos engenhos.

Dentre as danças africanas a que mais se destaca é a capoeira, pois está ligada diretamente com a escravidão dos negros africanos no Brasil, estes a usavam para se defender através de sussurros e golpes.

Apesar das condições em que viviam os negros, eles também tinham os seus momentos de alegria, onde retratavam em suas danças, contribuindo para enriquecer nossa cultura, pois suas danças passaram a ser valorizadas, tornando-se uma das mais populares nos dias atuais.

Participação da Professora Solange com a dança Africana cujo tema é a cultura Afro; dança realizada em agradecimentos a lavoura, chuva etc.


Professora Gislaine e seus alunos